linha top 1
Governo Federal
Universidade Federal de Roraima

 

A transferência ex officio é o ingresso de aluno egresso de outro estabelecimento de ensino e será efetivada, entre instituições vinculadas a qualquer sistema de ensino, em qualquer época do ano e independente da existência de vaga, e se requerida em razão de comprovada remoção ou transferência de ofício, que acarrete mudança de domicílio para o município onde se situe a instituição recebedora, ou para localidade mais próxima desta.

 

REQUERENTE:

– Servidor público federal civil ou militar, ou seu dependente legal;

– Servidor ou seu dependente legal, para investidura em cargo de Presidente da República, Ministro dos Tribunais Superiores, Ministro de Estado, Secretários-Executivos dos Ministérios, Oficiais R2 em Exercício de atividade de caráter compulsório, para cumprimento de mandatoparlamentar não precedido de qualquer outro mandato em âmbito federal sem solução de continuidade; e para investidura em cargos que, a juízo do Conselho de Ensino, Pesquisa e extensão – CEPE, aguardem conformidades com o sentido de transferência obrigatória.

– Servidor público federal, civil ou militar, ou seu dependente econômico que for estudante universitário à época da remoção ou transferência (são beneficiários desta forma de ingresso o cônjuge e os dependentes de servidor, até a idade de 24 anos, mediante comprovação, amparado pela Lei nº 9.536 de 11/12/1997.)

 

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA:

  • Carteira de identidade, CPF e Título de Eleitor (cópia);

  • Uma foto 3x4 (recente);

  • Certidão de nascimento ou casamento, quando dependente (cópia);

  • Declaração de vínculo com a Instituição de origem ou comprovante de matrícula atualizados do semestre letivo em que for requerida a transferência (original);

  • Declaração da Instituição de origem, informando se a mesma é Pública ou Privada;

  • Matriz curricular do curso;

  • Histórico escolar;

  • Programa das disciplinas cursadas;

  • Portaria de reconhecimento ou autorização de funcionamento do curso de origem;

  • Declaração ENADE;

  • Comprovante de transferência ex officio - Diário Oficial ou Portaria de transferência ou remoção (cópia);

  • Declaração do Órgão Público da localidade recebedora, assinada pela autoridade responsável, contendo informações da razão da transferência ou remoção e data que se apresentou ao serviço (original);

     

Formulário de solicitação - BAIXE AQUI